VIII Festival De Música Piaget Viseu

O Instituto Piaget de Viseu organiza, para dia 26 e 27 de maio, o VIII Festival de Música Piaget Viseu. O evento será das 14H às 17H, no Anfiteatro 1.

Esta 8.ª edição do Festival de Música Piaget Viseu, contempla na sua programação Recitais e um Seminário de Música, de forma a potenciar e divulgar o trabalho dos professores, alunos e instrumentistas convidados do ISEIT-Viseu.

Para além disso, contará com a presença do Prof. Marcos Moreira, do Compositor e Saxofonista Luann Veiga, docentes e músicos da UFAL - Universidade Federal de Alagoas e  com a do Prof. Pedro Filipe Cunha, especialista na área da didática da música.

Este evento é destinado a alunos de cursos Superiores, Conservatórios, Academias e Escolas Profissionais de Música, assim como  a Músicos de Bandas Filarmónicas.

As inscrições são obrigatórias para o Seminário da Música. 

O Seminário é organizado pelo Mestrado de Ensino de Música e pelo ISEIT Viseu, em parceria com a Capela da Misericordia (Arouca) e a Igreja Matriz (São João de Loure).

Inscrições

  • Alunos do IP: Entrada Livre (5€ com certificado);
  • Antigos Alunos do IP: 5€ (Valor já inclui certificado);
  • Docentes do IP: Entrada Livre (5€ com certificado);
  • Outros: 10€ (Valor já inclui certificado).

Ficha de inscrição

Dados pessoais
  1. -
Habilitações Académicas
Inscrição

 

Informações


Programa

Abertura 
14H00
 
Música e Investigação
Alexandre Andrade - Moderação
14H15
 
Marcos Moreira (Universidade Federal De Alagoas/Brasil) E Luann Veiga (Universidade Federal De Alagoas/Brasil): Jpmb E Os Dados Qualiquantitativos De Filarmônicas No Nordeste: Uma Investigação Luso Brasileira
 
Luann Veiga (Universidade Federal De Alagoas/Brasil): Música Brasileira e suas valências pedagógicas
 
Ensino De Música: Teoria e prática
15H00
 
Painel I
Alexandre Andrade - Moderação
 
Ivo Oliveira:  Metodologias Motivacionais No Ensino Da Guitarra
 
Tiago Gonçalves:  Monitorização Do Estudo Individual Através Da Aplicação Soundcorset – Um Estudo De Caso Na Epabi
 
Diana Ramada: Iniciação À Flauta Transversal – Novas Perspectivas De Ensino
 
Andreia Marques:  A Importância Da Introdução Ao Estudo Do Jazz Na Escola Erudita — Uma Aprendizagem Enriquecedora E A Criação Do Músico Versátil.
 
José Silva:  Implementação Da Música De Câmara No Curso Básico De Guitarra
 
 
Pausa Para Café
 
 
Painel II
 
Ecaterina Neagu  - Moderação
 
Marco Banca:  Novos Estudos Sencilles De L. Brower
 
Rui Mirra:  Introdução Da Trompete Barroca No Plano Curricular Como Ferramenta Pedagógica
 
Sérgio Botelho:  A Importância Da Música De Câmara No Ensino Da Flauta Transversal
 
Margarida Quítalo:  A Formação E Participação Dos Pais Na Aprendizagem Da Formação Musical
 
Joaquim Simões:  O Cante Alentejano Como Ferramenta Pedagógica Para A Disciplina De Formação Musical No 1º E 2º Graus
 
17H00 Encerramento
 
(17H00 Recital I E 21H00 Recital II)
 
 
Recitais 
 
Recital I
Alunos Do Mestrado Em Ensino De Música
Viseu Instituto Piaget | Anfiteatro 1
Sexta-Feira 26 Maio 17H00
 
Recital II
Alexandre Andrade – Flauta
Rui Correia - Flauta
Arnaldo Costa – Fagote
Arouca, Capela da Misericórdia
Sexta-Feira 26 Maio 21H00
 
Recital III
Alexandre Andrade – Traverso
Pedro Martins – Teorba, Alaúde, Guitarra Barroca
S. J. Loure (Albergaria-a-velha), Igreja Matriz 
Sábado 27 Maio 21H
 
 

Conhece os nossos convidados

 
CATARINA SOUSA, CRAVO  Iniciou os seus estudos de piano como autodidacta tendo tido aulas particulares anos mais tarde. Aos 9 anos de idade ingressa na Academia de Música de Vilar do Paraíso onde conclui o 8º grau de Piano na classe da professora Anabela Matos bem como o 5º grau de viola d'arco na classe da professora Carina Rocha.
 
Em 2012 inicia a licenciatura em cravo na Escola Superior de Artes Aplicadas do Instituto Politécnico de Castelo Branco (ESART) sob a orientação do professor João Paulo Janeiro, a qual conclui em 2015.
 
Tem vindo a aperfeiçoar-se com profissionais de renome internacional tais como: Ketil Haugsand, Fernando López Pan, Samuel Maíllo, Chiara Tiboni, António Carrilho, Javier Aguirre, Orlanda Velez Isidro, Antoinette Lohmann, Rafael Bonavita, Katalin Hrivnak e Orlando D'Achille. Participou no coro KoruS – Coro de Câmara dirigido pelo maestro José Carlos Oliveira em 2012. 
 
Atualmente encontra-se a realizar os mestrados em Interpretação Artística e Ensino da Música em Cravo (Curso de Música Antiga CMA) na Escola Superior de Artes e Espectáculo do Instituto Politécnico do Porto (ESMAE/IPP) na classe da professora Ana Mafalda Castro.
 
 
ALEXANDRE ANDRADE, FLAUTA TRAVESSA Professor auxiliar do I.S.E.I.T, do Instituto Piaget de Viseu(Portugal), professor Convidado da Universidade Federal de Alagoas e Universidade Federal da Bahia (Brasil) e prof. de Flauta e Música de Câmara no Conservatório de Música da JOBRA (Portugal).
 
É Licenciado em Ensino de Flauta Transversal (Universidade de Aveiro) em 1995, na casse de Pedro Couto Soares, realizou o Mestrado em Performance na Irlanda (Waterford Institute of Technology) em 1997, tendo estudado música antiga com Rachel Brown. Doutorou-se em Música (Universidade de Aveiro) em 2005, dedicando a sua tese A presença da flauta traversa em Portugal de 1750 A 1850, seu repertório e performance do traverso  na 2ª metade do séc. XVIII e 1ª metade do séc. XIX.
 
Em novembro de 2013, no âmbito do programa Erasmus realizou uma master classe e seminário no Real Conervatório Superior de Música de Madrid para as classes de Traverso e Flauta Moderna. Em setembro de 2016, concluiu o Mestrado em Interpretação - Música Antiga - Traverso, na ESMAE (Porto) na classe do prof. Olavo Barros. Também trabalhou em Orquestra Barroca com os professores Pedro Sousa e Silva, Ana Mafalda Castro, Benjamim Chénier e Marco Caccato. 
 
 
PEDRO MARTINS, GUITARRA BARROCA Natural de Ovar, nasceu em 1979 e é licenciado em Engenharia Biológica pela Universidade do Minho. Iniciou os estudos musicais no Orfeão de Ovar e na Academia de Artes Maria Amélia Dias Simões, com a professora Edwiges Pacheco.
 
Em 1998, frequentou a classe de guitarra do professor Miguel Lélis, no Conservatório Calouste Gulbenkian de Aveiro e em 2001 continuou os seus estudos no Conservatório Calouste Gulbenkian do Porto, com o professor Mário Carreira.
 
Em 2010 e 2012 participou nos estágios para orquestra de plectro, promovidos pela Orquestra da Associação de Bandolins da Madeira e pela Orquestra Portuguesa de Guitarras e Bandolins respetivamente. Desde 2014 que frequenta o Curso de Música Antiga da ESMAE na classe de alaúde. 
 
Em 2015 participou na primeira gravação discográfica da Orquestra Portuguesa de Guitarras e Bandolins e na gravação de um programa de televisão na RTP Madeira dedicado às orquestras de plectro organizado por Norberto Cruz. Em 2015 integrou o espectáculo inserido na Rota das Catedrais sobre os Sermões do Padre António Vieira como alaudista juntamente com o tenor José Leite acompanhando o actor Jorge Alonso.
 
 
 
RUI CORREIA, FLAUTA Nasceu em Arouca em 1977. Iniciou os seus estudos musicais na escola de música da Banda Musical de Arouca com o prof. Valdemar Noites. Estudou na classe do Prof. Maurício Noites na Academia de Musica de São João da Madeira. Frequentou o Curso de Flauta Transversal no Conservatório de Música do Porto, na classe da Prof. Iwonna Saiote. Frequentou o curso de formação de Músicos do Exército. Estudou com a Professora Teresa Macedo e Odete Gouveia, no Curso de Pedagogia e Educação Musical Edgar Willems.
 
Possui o certificado de Formador nas áreas de música e formação de professores. Em 2005 profissionalizou em Ensino da Música  pela Universidade de Aveiro. Estudou com os professores, Estvan Matuz e Patrick Gallois. Em 2000 fez reforços na Orquestra Filarmonia das Beiras.
 
Estuda regularmente direcção de orquestra com o Maestro António Saiote. É autor de um livro sobre a vida dos mais célebres compositores (fase de lançamento). Gravou para a RDP-RTP/Antena 2. Participou como músico na peça de Teatro “ Palhaço de Mim Mesmo”, com o actor Ruy de Carvalho, no Teatro Nacional de S. Carlos. 
 
Foi coordenador da área da música, na Direção Regional de Cultura do Norte, convidado pela Ministério da cultura do XVII Governo Constitucional de Portugal. É professor convidado do Instituo Piaget na leccionação do Mestrado em Música. Em 2013 Conclui o CADAP – Alta Direção em Administração e Gestão Pública, no âmbito da Governação Educativa.
 
 
ARNALDO COSTA, FAGOTE nasceu a 29 de Julho de 1967, em Nogueira da Maia. É Licenciado em Música, variante Fagote, pela Escola Superior de Música do Porto (ESMAE) fez carreira como Músico Militar no Exército Português até ao posto de Sargento-Chefe, tendo ocupado o cargo de fagote/solista na Banda Militar do Porto e na Banda Sinfónica do Exército em Lisboa.
 
Fez parte de várias formações de música contemporânea e pequenos agrupamentos clássicos, pertenceu ao elenco musical da revista “Passa por mim no Rossio”, de Filipe La Féria, durante a temporada no Teatro Nacional de S. João, Porto.
 
Atualmente é 1º Fagote na Orquestra da Fundação Conservatório Regional de Gaia, elemento do Altu’s Quintet, do Trio “Ventos do Atlântico” e docente da classe de fagote no Conservatório de Música de Gaia, no Conservatório de Música da Maia e na Academia de Música de Paços Brandão.